Móveis Artísticos Z – Inovação e design moderno

15 de Maio de 2019
Notícias

Conheça mais sobre a marcenaria idealizada pelo arquiteto Zanine Caldas. A fábrica inovou ao produzir, nas décadas de 1940 e 1950, móveis de design atrativo e preço acessível.

Mobiliário produzidos em larga escala com design moderno e preços acessíveis. Esse foi o grande diferencial da marcenaria Móveis Artísticos Z fundada em 1948. A empresa criada pelo arquiteto Zanine Caldas, em parceria com Sebastião Pontes e Paulo Mello, foi um grande sucesso na época. Sediada em São José dos Campos (SP), manteve sua produção por quase duas décadas.

A forma de criação, idealizada por Zanine, contrapunha-se ao mercado da época, que ou era baseado na produção de mobiliário artesanal, em madeira maciça, ou em peças produzidas em série com design pouco atrativo. Quebrando esses paradigmas, a Móveis Artísticos Z revolucionou fabricando peças com desenho aprimorado e de grande apelo popular. A saída para diminuição do custo foi o uso de uma matéria-prima ainda não muito explorada, o compensado.

O material composto de finas chapas de madeira coladas umas nas outras tinha baixo custo de produção e boa durabilidade. Os móveis tinham curvas estruturais sinuosas, amarrações e parafusos aparentes que proporcionavam leveza às peças. O desenho era complementado com materiais coloridos, como a napa e a lona, agradando o mercado da época.

A experiência de Zanine durante os anos de produção na Móveis Artísticos Z mostrou que um produto assinado por um designer não precisa ser mais caro ou inatingível. Mas que, na verdade, o conhecimento do profissional e a preocupação no aproveitamento da matéria-prima pode tornar o produto final mais barato para produzir, mantendo-o atrativo e capaz de gerar desejo no consumidor.

Além do valor final mais acessível, os móveis tinham dimensões menores e cores bem chamativas, o que atendia à necessidade crescente da população que vivia cada vez mais em apartamentos e buscava aderir às tendências de design sem gastar muito. Uma preocupação que ainda é muito atual e norteia a produção contemporânea.

Em busca do menor preço, o modelo de negócio da Móveis Artísticos Z investia não apenas em matéria-prima de menor custo, mas também em uma linha de produção bem planejada e com o mínimo de desperdício. “É um grande desafio criar móveis com um design atrativo, qualidade, mas ao mesmo tempo com um preço acessível. É preciso trabalhar muito próximo à indústria para buscar a produção do móvel ideal. Desde o desenho, é necessário pensar no aproveitamento e em como ele será executado”, explica o designer Ademir Bueno, gerente de design e tendência da Tok&Stok.

Foi este pensamento que tornou a produção dos produtos criados Zanine Caldas tão popular. “A dificuldade do Brasil, principalmente naquela época, era a relação da indústria com o designer. As empresas acreditavam que era melhor copiar outros modelos do que pensar em soluções internamente. Zanine foi um grande pioneiro em desmistificar esse pensamento. Como não encontrava um espaço para aplicar o conceito, ele desenvolveu a própria marcenaria e passou a produzir o mobiliário que projetava”, lembra Ademir.

Atualmente, a união de um design de qualidade com uma boa produção industrial, como foi pensado por Zanine, é explorada nas grandes empresas que produzem mobiliário popular em todo mundo, como Ikea e Tok&Stok. “Hoje, alcançamos um equilíbrio nessa relação entre a indústria, o design e o varejo. Todos funcionam juntos para produzir móveis acessíveis e com um bom desenho”, completa o designer.

Cadastre-se e receba novidades

Quer ficar sabendo sobre promoções, notícias e informações do CasaPark?

Cadastre-se